8 de dezembro de 2015

(...) Mas não é hoje.


Eu acredito fielmente no amor verdadeiro. Eu acredito que há alguém lá fora para mim que um dia vai tirar meus pés do chão e fazer eu me perguntar por que estava com qualquer outra pessoa. Há alguém lá fora para mim, com quem vou comemorar aniversários e incontáveis dias dos namorados. Há um homem com quem eu vou ser capaz de vencer qualquer luta, distância ou dificuldade, sabendo que nada vai mudar. Há alguém lá fora, com quem um dia vou compartilhar um vínculo inquebrável, realizado em conjunto pelos profundos desejos de amor.

Mas não é hoje.

Eu não quero alguém que eu "não serei capaz de imaginar minha vida sem". Eu não quero que alguém "tenha todo o meu coração". Eu não quero alguém para ser "o meu mundo todo""minha rocha", ou "minha melhor metade". Eu não quero alguém que possa me entender melhor do que eu possa me entender.

Eu quero me sentir completa. Eu quero ser a minha própria rocha, a minha própria âncora, minha alma gêmea. Eu quero me entender melhor do que ninguém mais pode. Eu não quero olhar para trás e me odiar por alterar o meu futuro para outra pessoa, quando eu sei que eu não estava pronta para isso. É por isso que eu não quero encontrar o homem que vai amar para sempre hoje. Ou amanhã. Ou no dia depois desse.

Para aqueles que me conhecem, sabem que quando eu me apaixono, eu me apaixono rápido e com força. Eu sou uma romântica incurável que usa meu coração na minha manga. Eu simplesmente amo a ideia de estar apaixonada. Não me lembro de uma vez em que eu não tivesse algum tipo de affair por um cara. Amo que gostem de mim. Tenho obtido machucados algumas vezes, mas eu sempre me levanto e tento seguir em frente. Seguir em frente é difícil para mim. Simplesmente porque eu amo estar no amor.

Um dia chamei esses caras de "minha melhor metade" e minha "rocha". Eu me convenci de que eu não poderia imaginar minha vida sem eles. Eu estou começando a perceber agora que essa é a última coisa que eu quero no meu relacionamento futuro. Especialmente como uma jovem mulher em meus fabulosos 16 anos. Antes de eu entrar em qualquer relacionamento sério, eu preciso sentir-me completa. E eu preciso ser capaz de me sentir completa, enquanto completamente sozinha.


Eu tenho sonhos. Tenho planos que envolvem apenas eu mesma. Eu estou em um ponto crucial na minha vida: Decidir para onde eu vou daqui. Eu posso viajar, passar por todo o país e tomar decisões espontâneas e estúpidas, apenas porque eu posso. Não há nada me impedindo (bom, ter um pouco mais de dinheiro talvez, mas eu vou descobrir isso eventualmente).

Eu não quero encontrar meu verdadeiro amor ainda. Eu não estou pronta para alterar os meus planos pessoais para outra pessoa. A única coisa que eu estou pronta é para descobrir onde minha vida me leva à graduação. Eu estou pronta para mover-me por todo o país. Estou pronta para conhecer todo continente europeu, africano e oceânico. Estou pronta para fazer novas e belas lembranças com as pessoas que vou encontrar ao logo do caminho. Mas simplesmente não estou pronta para me apaixonar novamente.

Já que ano que vem me formo e estou descobrindo o que eu quero para a minha vida. Eu estou começando a perceber que eu nunca quero me apaixonar por um cara que eu considero ser a minha "cara-metade". Eu não quero uma cara-metade. Eu quero ser completa. Eu quero considerar eu e minha felicidade como mais importante do que qualquer relacionamento que eu nunca vou estar envolvida. Será que isto me torna egoísta? Não. Isto me faz capaz de saber que eu posso e vou ser feliz sozinha. Não importa quantos corações-partido virão pela frente.

Eu quero imaginar minha própria vida. Eu quero ser capaz de navegar através de oportunidades emocionantes da vida e desapontamentos devastadores de forma independente. E se e quando um cara decidir que quer se juntar a mim, eu ainda vou ser capaz de ter a paz de espírito que eu posso fazer isso sozinha. Eu vou ser capaz de imaginar minha vida sem ele. Porque naquele ponto. Eu já terei feito isso sozinha.

Muitos de vocês podem ler isto e me ver como uma solitária. Ou talvez você vai pensar que eu odeio a ideia de amor. Acredite no que quiser, mas nenhuma destas hipóteses é verdadeira. Como eu disse antes, eu não posso esperar encontrar meu verdadeiro amor para amar. Eu não posso esperar para ser capaz de olhar para um cara nos olhos, dizer "eu te amo". E sei que isso significa "eu te amo para sempre". Eu não posso esperar um cara querer me amar, me desafiar e me apoiar emocionalmente todos os dias para o resto da minha vida. Esse dia chegará.

Mas não é hoje.

Eu tenho 16 anos. Eu tenho muitas decisões estúpidas para fazer antes de eu decidir meu destino. Eu tenho o resto da minha vida para encontrar o cara que dá ao amor um significado totalmente novo para mim.

Esse dia chegará,
apenas não é hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 99Coisas 2013 - 2015 | Design e Código: Sanyt Design voltar ao topo